Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha fotografia
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

27 de julho de 2007

Novos párocos na Mealhada, em Eiras e em Penacova


O Bispo de Coimbra, D. Albino Cleto, acaba de tornar público a nomeação de alguns padres para serviços diocesanos e para algumas paróquias. Assim, para a Mealhada (Com Vacariça e Casal Comba) foi nomeado o Padre José de Almeida Gonçalves; para Eiras e S. Paulo de Frades, o Padre Manuel Carlos Pinho, que será substituído em Penacova pelo Padre Rodolfo Leite.
A lista, com a movimentação do clero, é mais a frente neste blog.

Movimentação do Clero


O Sr. Bispo de Coimbra, D. Albino Cleto, tornou públicas as nomeações de sacerdotes para o desempenho de novas funções, em ordem a manter e incrementar a vida cristã na Diocese.
Cónego Aurélio Campos – Reitor do Seminário, Director do Secretariado Diocesano da Pastoral das Vocações, Presidente da nova Direcção da Casa do Clero.

Padre Dr. Manuel António Pereira Ferrão – Vice-Reitor do Seminário (Disciplina e Administração), Professor no ISET, Ecónomo Diocesano.
Padre Virgílio Susana e Maia (da Diocese de Aveiro) – Prefeito do Seminário
Padre Dr. Carlos Manuel Pedrosa Cabecinhas (da Diocese de Leiria) – Prefeito do Seminário (Ausente em Roma para estudo).
Cónego Dr. Emanuel André Matos Silva (da Diocese de Portalegre e Castelo Branco) – Director Espiritual.
Padre Dr. António Jesus de Melo Loureiro – Pároco moderador da Unidade Pastoral de Mortágua, incluindo Trezói, e Director Espiritual do Seminário.
Padre José de Almeida Gonçalves – Pároco da Mealhada, Vacariça e Casal Comba.
Padre Élcio Roberto dos Santos (da Fraternidade Jesus Salvador) – Pároco de Meãs, Tentúgal, Lamrosa, São Silvestre e S. Martinho de Árvore.
Padre Martinho Alves de Sousa (da Fraternidade Jesus Salvador) – Pároco "in sólido" com o anterior, para as mesmas paróquias.
Padre Dr. Carlos Alberto da Graça Godinho – Pároco do Luso e Pampilhosa.
Padre Fernando Rodrigues de Carvalho – Pároco de Brasfemes, Souselas, Torre de Vilela e Botão.
Padre Dr. Rodolfo Santos Oliveira Leite – Pároco de Penacova, Carvalho e Friúmes. Colaborador no Secretariado Diocesano da Catequese.
Padre Manuel Carlos de Jesus Pinho – Pároco de Eiras e S. Paulo de Frades.
Padre Pedro Manuel Quintas Franco Nunes Pedro – Capelão dos Hospitais da Universidade. Colaborador residente do Pároco de S. Martinho do Bispo.
Padre Dr. Manuel Pinto Caetano – Pároco de Ferreira do Zêzerre, Igreja Nova, Pias, Dornes e Paio Mendes. Defensor do Vínculo no Tribunal Eclesiástico.
Padre Jorge da Silva Santos – Pároco de Febres, Corticeiro de Cima, São Caetano e Vilamar. Promotor de uma comunidade cristã e futura paróquia no Vale das Flores (Coimbra).
Padre Mantovani Anselmo de Sousa (dos Padres Palotinos) – Pároco "in sólido" com o Padre Jorge Santos para as Paróquias de Febres, Corticeiro de Cima, São Caetano e Vilamar.
Padre Marcelo Néspoli Magalhães (dos Padres Palotinos) – Vigário Paroquial nas Paróquias de Febres, Corticeiro de Cima, São Caetano e Vilamar.
Padre Armando Olívio Duarte – Pároco de Miranda do Corvo e Vila Nova de Miranda. Director do Secretariado das Comunicações Sociais.
Padre António Joaquim Farinha Domingues (dos Missionários do Precisíssimo Sangue) – Pároco "in sólido" de Abrunheira, Carapinheira, Verride, Reveles, Vila Nova da Barca e Reitor da Ereira. Capelão do Hospital da Figueira da Foz (Tempo parcial).
Padre Mário Marques Mendes – Pároco de Santiago de Litém. Pároco interino de Vila Cã.
Padre João Fernando Marques Dias – Pároco de Almagreira, Pelariga, Redinha e Tapeus. Pároco interino de Abiúl.
Padre Fernando Simões Pascoal – Promotor do Centro de Espiritualidade de São Tiago (Coimbra). Assistente dos Institutos Seculares "Sagrada Família" e "Caritas Christi". Assistente dos Convívios Fraternos. Director Diocesano do Apostolado da Oração.
Diácono Filipe José miranda Diniz – Vigário Paroquial junto do Padre Manuel Pinto Caetano (Ferreira do Zêzere).
Diácono Paulo Jorge Oliveira Simões – Vigário Paroquial junto do Padre João Fernando Marques Dias (Almagreira). Colaborador na Pastoral Juvenil de Pombal.

Centenário do movimento dos escuteiros assinalado a 1 de Agosto



No próximo dia 1 de Agosto, ocorre o primeiro centenário da fundação do Movimento Escutista, que teve início em Inglaterra com o acampamento que Baden Powell promoveu para 20 rapazes na ilha de Brownsea, precisamente neste dia de 1907.
Todos os actuais e antigos escuteiros são convidados a renovarem a sua Promessa de escuteiro, às 8 horas do dia 1 de Agosto de 2007, ao ar livre, se possível numa cerimónia pública, ainda que simples. Será em simultâneo com perto de uma dezena de milhar de escuteiros no Acampamento Nacional (31 de Julho a 6 de Agosto), em Idanha-a-Nova, onde vão estar escuteiros da Diocese de Coimbra, e também em união com os que estão acampados em Brownsea e em Hyllands Park (Inglaterra), onde decorre o XXO Jamboree Mundial, de 27 de Julho a 8 de Agosto, com cerca de 40.000 escuteiros de todo o mundo, sendo uns 800 os de Portugal. O lema é "Um mundo, uma promessa".
Há cerca de 28 milhões de escuteiros, espalhados por 216 países e territórios. Calcula-se que, ao longo destes 100 anos, mais de 500 milhões de homens e mulheres, da maior parte dos países e culturas do mundo, se comprometeram a viver segundo a Promessa e a Lei do Escuteiro.

Aldeia envelhecida recebe jovens de Coimbra

Partindo do lema «Jesus Cristo, Claro que Sim», alguns jovens da diocese de Coimbra estão na comunidade de Campelo - Figueiró dos Vinhos para dinamizar e concretizar algumas actividades. Rosa Alves, elemento do Secretariado da Pastoral Juvenil da diocese de Coimbra, disse à Agência ECCLESIA que esta aldeia "tem poucas pessoas e aquelas que vivem lá estão envelhecidas".
Este campo de Trabalho teve o seu início no passado dia 24 de Julho e termina no próximo 30 de Julho. O objectivo desta actividade passa por estar numa aldeia onde "possamos ajudar a população nas tarefas". Nos primeiros dias, os jovens ajudaram "na limpeza de ruas e na barragem". Hoje à noite (27 de Julho) "faremos um arraial, uma sardinhada e um baile" - confessou Rosa Alves. Para além do trabalho, o lado lúdico também está presente nesta actividade. "Juntar a aldeia à noite e dar-lhes aquilo que viveram antigamente".
Os habitantes da aldeia são "muito disponíveis e acolhedores". Instalados numa Escola Primária que não funciona, os jovens deste campo de trabalho dormem em tendas no exterior deste ex-estabelecimento de ensino. "Durante o dia estamos com os mais pobres socialmente" - salienta Rosa Alves.
Com cerca de 30 jovens - maioritariamente da cidade do Mondego - o grupo está "sintonizado para ajudar as pessoas". Uma das jovens - Sara Guedes - disse à Agência ECCLESIA que estes dias têm "sido intensos, mas que nos fazem crescer". Para além do trabalho humanitário "tenho oportunidade de rezar com os meus colegas" - finalizou Sara Guedes.
(Agência Ecclesia - Luís Filipe Santos)

26 de julho de 2007

Semide:Órgão de tubos volta a ouvir-se em Agosto

O órgão de tubos da igreja do Mosteiro de Semide, datado do século XVIII, vai voltar a ouvir-se em Agosto, depois de quase um século de inactividade, garantiu à agência Lusa o pároco local.
Segundo afirma aquele responsável, “trata-se de um instrumento valiosíssimo para as cerimónias religiosas e para a valorização da igreja e da cultura”.
“Depois da morte da última monja, no final do século XIX, assistiu-se à deterioração do órgão, que durante o século XX praticamente não tocou”, explicou o padre Pedro dos Santos, que há vários anos “lutava” pelo seu restauro.
O órgão de tubos vai voltar a ouvir-se no dia 15 de Agosto, às 10 horas, numa eucaristia presidida pelo pró-vigário-geral da Diocese de Coimbra, cónego João Lavrador, com a actuação do organista e professor de música Paulo Bernardino, da Sé Nova de Coimbra.
É acompanhado pelos coros da Sé Nova e da paróquia de Semide, que serão orientados pelo padre Manuel Frade.
Desde Julho de 2002, que o órgão se encontrava a restaurar, nos Açores, no âmbito de um protocolo celebrado entre o Instituto Português do Património Arqueológico, Fábrica da Igreja de Semide e Câmara Municipal de Miranda do Corvo, que garantiram o financiamento da intervenção, no montante de 128.000 euros.Fundado no século XII, antes do ano 1154, o Mosteiro de Semide é o único monumento do concelho de Miranda do Corvo classificado como Imóvel de Interesse Público, pelo Decreto n.º 45/93 de 30 de Novembro, sendo constituído pela parte conventual, propriedade do Estado, e pela igreja, pertencente à paróquia.A parte mais antiga que resta do mosteiro primitivo é o claustro do século XVI, que se encontra parcialmente destruído.
Um grande incêndio, em 1664, destruiu grande parte do edifício, que foi reconstruído já com a actual igreja, sendo inaugurado em 1697.
Na segunda metade do século XVIII foi instalado um órgão de tubos, que se presume (não existindo confirmação) ter sido construído por Machado de Cerveira, considerado um dos melhores organeiros portugueses da época.
A recuperação integral do mosteiro foi alvo de um protocolo em 1999, entre o Instituto do Emprego de Formação Profissional e a Direcção-Geral dos Monumentos Nacionais, numa cerimónia que juntou dois secretários de Estados do Governo de António Guterres, Paulo Pedroso e Maranha das Neves.
Oito anos depois, ainda só foi concluída a primeira de três fases da obra, que arrancou em 2003, com a consolidação e cobertura dos edifícios ardidos, finalizada no primeiro trimestre de 2004.
O projecto engloba a recuperação total dos imóveis, onde se inclui o degradado claustro quinhentista, que ruiu parcialmente a 25 de Novembro de 2006, na sequência de uma noite de temporal.
Além do pólo de formação do Cearte – Centro de Formação Profissional de Artesanato, o imóvel é também ocupado pela Caritas Diocesana de Coimbra, que ali mantém um centro de acolhimento e apoio para crianças desfavorecidas.
No âmbito das intervenções futuras, serão criados novos espaços de utilização para o Cearte e para a população da freguesia de Semide.

Jovens Cristãos do Luso comemoram 25 anos da sua associação



A Associação de Jovens Cristãos do Luso vai levar a efeito entre os dias 31 de Agosto e 2 de Setembro uma festa para jovens de todas as idades. Chama-se “Aqua Jovem” e pretende ser um êxito.Decorre no primeiro fim-de-semana de Setembro e pretende ser um grande evento cultural. Do teatro à música, passando pela dança, o desporto, etc.

Com esta iniciativa, os jovens cristãos do Luso pretendem assinalar os 25 anos da sua associação, oferecendo aos participantes um fim-de-semana diferente.
Realiza-se junto ao lago, um espaço belíssimo em que o imenso verde do relvado e da vegetação circundante convergem para o ponto central onde a água reflecte a luz do sol e todos os tons envolventes.
O ponto central deste evento será o palco, onde os participantes poderão assistir a teatros e concertos. Destaca-se a presença do padre João Paulo Vaz que apresentará os seus trabalhos editados “Histórias de um sim” e “Caminhos sem atalho”. A música portuguesa também estará em destaque na noite de sábado com os Gota, num concerto onde não faltarão músicas como “O que tens na alma” da famosa série “Morangos com Açúcar” ou “O meu pedido” da novela “Fala-me de Amor”. A organização aguarda ainda a confirmação de Mafalda Veiga. Os AllOne também estarão presentes, grupo que faz parte dos Jovens por um Mundo Unido (Focolares). A música e a mensagem deste grupo fala da experiência de vida de cada um deles, jovens como tantos outros, que descobriram que a construção da unidade nos mais variados ambientes e com pessoas de todo o tipo, não sendo fácil, não é uma utopia, mas sim, um desafio contínuo, uma aposta que vale a pena, uma grande aventura.
Para além dos espectáculos haverá lugar para outras actividades, nomeadamente de formação cívica, partilha de experiências de fé, abordagem sobre os primeiros socorros, missão hoje, questões do ambiente, etc. Realizar-se-ão workshops sobre a dança, as danças de salão, teatro, ténis, patinagem, etc. Para quem gosta de aventura existirão actividades como jogos tradicionais, ringie e canoilada e um circuito radical.
A entrada é livre, mas os participantes que quiserem desfrutar do Aqua Jovem na totalidade, terão que fazer uma inscrição para um “passe total” para os três dias que dá direito a um local para instalar a tenda e jantar na noite de sexta-feira por apenas cinco euros.
Para mais informações poderão contactar a organização através dos telm. 914739042 / 966762428, e-mail:
aquajovem@gmail.com, ou escrevendo para a seguinte morada: Associação Jovens Cristãos de Luso – Centro Paroquial, 3050 Luso.

O Luso é uma vila termal,, conhecida pela sua água, ponto obrigatório de passagem das rotas turísticas, situado na encosta da serra do Buçaco, no concelho da Mealhada.

Miguel Cotrim

24 de julho de 2007

Padres há 50 anos


A 15 de Agosto de 1957 foram ordenados, na Sé Nova, por D. Ernesto Sena de Oliveira, os finalistas de Teologia desse ano, alguns dos quais já faleceram.
Recordamos os finalistas: da esquerda para a direita (no primeiro plano) Manuel Marcelino Ventura (falecido), José Rodrigues Ferreira (Barril – Mortágua), Manuel Freire dos Santos (falecido), Amílcar Pedro Aleixo (Coimbra), Olívio Lopes Cardo (pároco de Águas Belas, Gabriel da Silva, Alberto Lopes Gil (cónego da Catedral), João Castelhano (cónego e pároco de S. José) e Delfim Ferreira (falecido); (no segundo plano): Saúl Pires Teixeira (na Casa do Clero) Manuel da Silva Alexandre, João Amado, Acílio Fernandes (Casa do Gaiato), Manuel Ramos, Virgílio Francisco (falecido), Ramiro Moreira (Pároco de Alvares) e Joaquim Pereira de Almeida (falecido). Aos vivos, que a 15 de Agosto comemoram 50 anos de sacerdócio, o “Correio” envia saudações muito amigas.

ALUNO DO COLÉGIO DE SÃO TEOTÓNIO REPRESENTA PORTUGAL NAS OLÍMPIADAS DE MATEMÁTICA


Daniel Ramos Vaz, aluno do 11.º ano do Colégio de São Teotónio, integrou a equipa de seis estudantes que representou Portugal nas Olimpíadas Internacionais de Matemática (OIM), que decorreu entre os dias 18 e 21 de Julho em Hanóis, no Vietname. As OIM reuniram nesta edição cerca de 537 jovens de todo o mundo. A primeira edição foi em 1959, na Roménia, com apenas cinco países. Em 2007, competiram 99 países. Os dois estudantes que obtiverem melhor classificação nas OIM representarão Portugal nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Matemática (OIAM). As OIAM terão lugar em Setembro em Coimbra, sendo a primeira vez que Portugal recebe a competição.

Alcobaça recebe Festival Cristão


Vai realizar-se de 3 a 5 de Agosto, na localidade de Capuchos, em Alcobaça, o festival cristão de Verão 2007. À semelhança dos anos anteriores, este evento é organizado pela Comunidade Cristo de Betânea, com o apoio do Secretariado Nacional do Apostolado dos Leigos e da Família e pretende através da música, de workshops, debates, oração e convívio sensibilizar os jovens para os valores da família e da vida e do Evangelho.
Destaca-se a presença de um grupo evangélico, com a sua Banda musical, bem como uma comunidade espanhola das Astúrias – Centro de Arte Los Cabos – com um musical integrando os vultos cristãos mais importantes do século XX.
Haverá ainda a presença de grupos de defesa da vida e palestrantes diversos, entre os quais o Prof. Doutor João César das Neves, Dra Maria dos Reis, Mestrada em ciências da Educação. No local haverá ainda oficinas e de artes e música, com serviços de apoio à alimentação.
Para mais informações ou inscrições poderão entrar em contacto com a Comunidade Cristo Betânea, Casa de Ourique, Avenida de Castro, 122, 4770-708, Telhado, Vila Nova de Famalicão; Tel. 252 911220; Telm. 966756141; Fax. 252 911808; E-mail: cominidade@cristobetanea.net; www.cristobetanea.net
Miguel Cotrim

O ÓRGÃO DO MOSTEIRO DE SANTA MARIA DE SEMIDE


Manuel Augusto Rodrigues

Depois de ter sido objecto de um importante restauro o órgão do mosteiro de Semide vai ser solenemente "inaugurado" no próximo dia 15 de Agosto, solenidade da Assunção. Trata-se de um acontecimento extremamente relevante, pois muito virá a contribuir para a revitalização do templo mariano. Este acto, aliás, vem juntar-se a outros mais, relacionados com o melhoramento do imponente edifício aguardando-se agora para breve a recuperação do claustro quinhentista. A pouco e pouco está a devolver-se ao monumento o seu rosto primitivo. Ele renasce das cinzas em que os tempos o foram mergulhando e os seus ossos ressequidos recuperam carne e nervos como diz o profeta Ezequiel acerca do povo de Israel exilado em terra opressora.
Com um enquadramento paisagístico singular e dominando a natureza envolvente, certamente um dos mais belos à volta de Coimbra, aquela casa religiosa tem conhecido momentos altos de valorização espiritual e cultural graças ao dinamismo do pároco da freguesia local, Padre António Pedro dos Santos, figura de destaque da Igreja de Coimbra, por muitos conhecido simplesmente pelo Padre Pedro do Colégio de São Teotónio.
No passado dia 6 para celebrar os 20 anos da CEARTE que ali está instalada exercendo uma notável actividade foi proporcionado aos que ali se dirigiram um magnífico concerto em que actuaram o Coro Alma de Coimbra e o Coro do Instituto do Emprego e da Formação Profissional, dirigidos respectivamente pelos maestros Augusto Mesquita e António Leitão. O público teve o ensejo de saborear momentos de boa música excelentemente executada com brio e profissionalismo. A série de intervenções dos representantes de várias entidades, nomeadamente da presidente da câmara de Miranda do Corvo, emprestou à cerimónia uma dignidade especial.
O majestoso templo que durante séculos foi o lugar de culto por excelência das monjas beneditinas apresenta um conjunto de preciosidades artísticas em que sobressaem os motivos da ordem. A sua arquitectura e as diversas peças que nele se conservam elevam o espírito para realidades superiores, cuja meditação enriquece sobremaneira o espírito e abre a alma para o mundo do sobrenatural. Perpassa pelo seu espaço uma atmosfera especial que convida ao silêncio e à reflexão. O papa Bento XVI que várias vezes salientou o papel de S. Bento na história da Europa tem insistido no tema da beleza litúrgica que empresta um significado profundo à contemplação dos mistérios cristãos. E a música constitui indiscutivelmente um dos elementos fundamentais.
Em Semide respira-se o apelo de S. Bento à prática do lema "Ora et labora", frase que a partir das origens da Europa marcou a sua história de muitas e variadas formas: no domínio da economia, do saber e da espiritualidade. Por isso o papa Paulo VI declarou Bento de Núrcia como patrono da Europa, ao qual se vieram depois a juntar Cirilo e Metódio, Catarina de Siena, Brígida da Suécia e Edite Stein. Podemos dizer que S. Bento cuja festividade ocorre a 11 de Julho insuflou na Europa a sua alma. A "Regra" encerra os valores que haviam de tornar a Europa grande e respeitável: disciplina, espiritualidade cristã, optimismo, relação positiva entre o indivíduo e a sociedade. Na era actual, a velocidade dos acontecimentos, a visão economicista e capitalista da vida, a relativização através do multiculturalismo parece terem criado um vazio que urge colmatar. Como resposta ao pessimismo que tem tomado conta da modernidade, recordemos a abertura e a criatividade que foram sempre notas marcantes do espírito europeu. Há que remontar ao espírito do "Ora et labora"que ensina que o trabalho não deve funcionar desligado da espiritualidade. O trabalho sem a dimensão religiosa faz-nos escravos dos interesses económicos, como o contrário nos torna afastados da realidade terrena. S. Bento ajuda a reabilitar essa harmonia. E Semide aí está a brilhar qual estrela que ainda nos nossos dias evoca o ideal beneditino como guia de todos quantos procuram a alma que anime o homem subjugado por tantas formas de opressão e dúvida.
Mas voltemos ao órgão do venerando templo de Semide sobre o qual falaremos com mais pormenor noutra ocasião. Encimado pelo rei David tocando a sua harpa, ele virá no futuro a criar uma outra atmosfera ao mosteiro. Com uma longa tradição que remonta aos tempos bíblicos, o órgão sempre ocupou um lugar especial na liturgia da Igreja. A sua decoração dá-lhe um aspecto muito peculiar e contribui em muito para o embelezamento do espaço sagrado. A bênção dos órgãos segundo obedece no ritual romano à fórmula seguinte: depois de recitado o Sal 150, "Laudate Dominum…in chordis et organo", vem a oração: "Oh Deus, vós ordenastes a Moisés, vosso servo, que mandasse fabricar trompetas, cujo som acompanharia a oblação dos sacrifícios oferecidos ao vosso nome; vós quisestes também que os filhos de Israel cantassem os vossos louvores acompanhados de trompetas e de címbalos. Abençoai, pois, agora este instrumento, este órgão, que nós consagramos ao vosso culto. Concedei aos vossos fiéis que coloquem toda a sua alma a cantarem os cânticos espirituais e de chegarem assim às felicidades eternas nos céus".

Romaria ao Divino Senhor da Serra de 14 a 22 de Agosto


Vai decorrer de 14 a 22 de Agosto a tradicional romaria ao Divino Senhor da Serra. Estes dias são assinalados pela presença de milhares de peregrinos, que todos anos, rumam por esta altura, àquela localidade da freguesia de Semide, concelho de Miranda do Corvo. Oração, penitência e conversão é aquilo que procuram grande parte destes fiéis provenientes de Norte a Sul do país e do estrangeiro.
O dia 15 de Agosto, dia da Imaculada Conceição, será assinalado, pelas 10 horas, na igreja de Santa Maria de Semide com uma Eucaristia, presidida pelo Cónego João Lavrador. Na ocasião será inaugurado o restauro do órgão de tubos. A animação litúrgica estará a cargo do Grupo Coral da Sé Nova, dirigido pelo padre Dr. Augusto Frade.
No dia 18 de Agosto realizar-se-á a procissão de penitência, às 20 horas com a imagem do Divino Senhor, à volta do santuário.
No dia 19 de Agosto, a Eucaristia às 11 horas, será presidida também pelo pró-vigário geral da diocese, cónego João Lavrador, e será transmitida pela Rádio Renascença. Na ocasião será inaugurado o carrilhão de 12 sinos, comemorando os 90 anos das Aparições da Mãe do Divino Senhor em Fátima.
Durante a romaria, todos os dias se celebra a Eucaristia e se recita o Santo Rosário, como manda a tradição.


Miguel Cotrim

Pastoral do Ensino Superior organiza campo de férias


Decorre até ao dia 30 de Julho, na localidade de Chão de Couce, um Campo de Férias, organizado pelo Serviço Pastoral do Ensino Superior (SPES) para estudantes que frequentam o ensino superior e terminaram o 12.º ano.
Os cerca de 30 participante iniciaram o "campo" no passado dia 24 de Julho no Centro Pastoral de Chão de Couce, concelho de Ansião, disse o responsável pela Pastoral do Ensino Superior na Diocese de Coimbra, Cónego João Lavrador.
Os jovens que aderiram a esta iniciativa "procuram envolver-se em actividades que ajudam a reflexão, à interligação em grupo e à descoberta de si, dos outros e de Deus", referiu o Padre João Lavrador.
De acordo com este sacerdote, são privilegiadas as actividades ao livre, com o primeiro dia dedicado ao contacto com a população local, o segundo mais voltado para o grupo (para se conhecerem melhor) e o terceiro destinado a uma visita ao Convento de Cristo, em Tomar, e a outros locais de interesse na região.
Neste fim-de-semana está previsto uma caminhada às fragas de S. Simão e um encontro com um lar da terceira idade.

Meãs do Campo: D. Albino inaugura creche


O Bispo de Coimbra, D. Albino Cleto inaugurou e benzeu, no passado sábado, na localidade de Meãs do Campo, concelho de Montemor-o-Velho uma nova estrutura social que visa servir a comunidade infantil e juvenil, podendo também prestar um apoio ao lar de terceira idade.
Iniciada em 2006, a nova creche, foi um projecto idealizado e dinamizado pelo anterior presidente do Centro Social e Paroquial de Meãs do Campo, padre Manuel Ferreira.
Construído de raiz, o novo edifício representa um investimento de 600 mil euros, custeado pelo Centro Social e Paroquial, com a comparticipação de fundos comunitários e apoio da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho.
A nova estrutura social, devidamente equipada para atendimento e apoio a diferentes valências sociais, vai albergar 33 utentes na creche, 65 no pré-escolar e 60 no ATL.
A cozinha apetrechada com equipamento "de ponta", vai também permitir a confeição das refeições para os utentes do lar de terceira idade.

Estátua do Papa João Paulo II a caminho de Timor




- A magnífica obra de arte foi esculpida pelo, artista de Portunhos (Cantanhede) Alves André



Uma estátua de bronze, com 6,5 metros de altura e 4,3 de largura, obra do escultor Alves André está a caminho de Timor.


Depois de um ano de trabalho e várias etapas percorridas, a escultura apresenta-se como uma bela obra de arte.


O escultor Alves André esteve há cerca de um ano atrás a apresentar o projecto ao nosso director, Padre Doutor A. Jesus Ramos, de quem recebeu muitos elogios e pequenos reparos sobre a maqueta.
Na altura, Alves André explicou à nossa redacção, as ideias que estiveram na base da escultura. Trata-se de uma figura que "acusa uma marcha, na medida em que parece estar a colocar o pé numa zona mais alta", motivação que nasceu do facto de a obra se destinar ao cimo de um monte.
Esculpido por alegorias, a obra representa momentos da vida do saudoso Papa João Paulo II, tais como os atentados de que foi vítima, sendo que a parte de trás da figura é sinónimo das preocupações que transportou ao longo do seu magistério, "alusão ao acto de carregar uma cruz". Outra das particularidades é o facto de no aspecto da escultura se traduzirem todas as indumentárias que o Papa usou.
Alves André descreve a peça como "audaciosa" e considera que ela "vai ter algum impacto", na medida em que não se trata de uma "imagem estereotipada de um Papa cruciforme". Afirma que o regeu uma preocupação de criar uma figura mais próxima das pessoas, e menos institucional. A estátua "excessivamente volumosa" é, assim, representativa de "um homem cheio que demarcou no seu tempo".
"Foi o Papa mais preocupado com as questões da humanidade", aponta o escultor.
A obra foi benzida no passado dia 25 de Julho pelo bispo timorense D. Ximenes Belo, numa cerimónia que contou com a presença do bispo do Porto, D. Manuel Clemente. O acontecimento teve lugar na Fundição Lage, responsável pela fundição da obra em bronze, em Oliveira do Douro, Vila Nova de Gaia. A estátua seguiu por via marítima para Timor, onde será colocada numa Praça de Díli.



Miguel Cotrim