Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha fotografia
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

19 de outubro de 2007

Jornal Boa Nova comemora 74 anos


É já no próximo dia 28 de Outubro que o jornal Boa Nova comemora 74 anos de actividade ininterrupta, que teve início em 1933.
Para assinalar a data, o periódico mais antigo do concelho de Cantanhede vai reunir todos aqueles que, quanto colaboram semanalmente, para um convívio que se espera ser um momento de festa e de confraternização.
O encontro está marcado para o próximo domingo, às 11,30 horas, onde os convidados participarão na celebração da Eucaristia na igreja matriz de Cantanhede. De seguida, terá início o almoço convívio, no Café Central. Nessa ocasião, serão apresentados alguns aspectos da vida do jornal Boa Nova, bem como as perspectivas de futuro e os novos projectos que se apresentam ao semanário.

18 de outubro de 2007

UM LIVRO POR SEMANA


Falar de Deus com
as crianças do século XXI

Ao contrário do que pode parecer, este não é um livro para crianças. Trata-se de uma obra de reflexão muito séria sobre o modo como os adultos – os pais, os professores, os catequistas, os avós – devem responder às inúmeras perguntas dos mais novos. Agrupadas em vinte capítulos, são mencionadas cerca de centena e meia de questões que surgem na idade infantil quando se contacta pela primeira vez com o sagrado. Quem é Deus? De onde veio a vida? O que existia antes de Deus? Jesus e Deus são o mesmo? Deus sabe o meu nome? Deus castiga os maus? É verdade que Deus vê tudo? Como se fica depois de morrer? O que é um santo? – são estas e outras perguntas, que todos já ouvimos alguma vez, e que nós próprios nos colocamos a nós mesmos. Serve, pois, este livro, agora editado pela Gráfica de Coimbra, não apenas para sabermos como devemos abordar estas questões difíceis com as crianças, mas igualmente para nos esclarecermos sobre matérias de que temos dúvidas.


A. Jesus Ramos


JOËLLE CHABERT E FRANÇOIS MOURVILLIER,
Falar de Deus com as crianças do século XXI, Gráfica de Coimbra,
[Coimbra 2007]

O Colégio da Imaculada Conceição contra a Pobreza

Numa parceria estabelecida com as Fundações Gonçalo da Silveira e Champagnat, o Colégio da Imaculada Conceição é uma das nove escolas que abraçou o Projecto “M-igual?”, que tem como principal finalidade alertar para os oito grandes Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM’s): erradicar a pobreza extrema e a fome; conseguir o ensino universal; promover a equidade entre sexos e a autonomia da mulher; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde materna; combater o HIV/SIDA, o paludismo e outras doenças; garantir a sustentabilidade do meio ambiente e fomentar uma associação mundial para o desenvolvimento.
Este projecto resulta de uma parceria de 189 países, que assinaram, em 2000, por ocasião da Assembleia-geral das Nações Unidas, a Declaração do Milénio. Estes objectivos representam os principais desafios que a Humanidade enfrenta na transição para o novo milénio e que se espera sejam alcançados até 2015. Assim, tendo em conta o ODM 1 - Erradicar a Pobreza Extrema - a Pobreza Zero organizou, uma vez mais, a iniciativa “Levanta-te! Faz-te ouvir!”, esperando conseguir superar o recorde do Guinness estabelecido no ano passado
Na passada quarta-feira, dia 17 de Outubro, celebrou-se o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, no Colégio da Imaculada Conceição. Foi um grande momento, pois o CAIC vestiu-se de branco, mobilizando alunos, educadores docentes e não docentes, pais, encarregados de educação e amigos. As aulas foram interrompidas durante meia hora e toda a comunidade escolar se concentrou no pátio exterior do Colégio, onde se entoou o Hino da Alegria e se rezou pelos mais desfavorecidos. Após a leitura do Manifesto, houve lugar para uma largada de pombas e gritou-se em uníssono “Não à pobreza!”.
Cerca de mil pessoas levantaram-se, literal e simbolicamente, contra a pobreza e a desigualdade numa iniciativa que pretendeu sensibilizar para questões como a pobreza extrema, a fome e a doença e despertar sentimentos de partilha, generosidade e solidariedade. O CAIC juntou-se às centenas de milhar de pessoas que, em mais de 100 países, se manifestaram contra a triste realidade da pobreza. O CAIC levantou-se porque quis ajudar a quebrar o recorde do número de pessoas que se levantaram para exigir acção na luta contra a pobreza e porque acredita que somos a primeira geração que pode acabar com a pobreza extrema. O CAIC levantou-se porque a pobreza também é uma realidade da nossa comunidade.
Neste sentido, foi possível intervir, também, de forma efectiva com a criação de uma Pirâmide de Alimentos, que o Gabinete de Apoio Social do CAIC canalizará para as famílias mais carenciadas da nossa comunidade escolar. Acreditamos que o CAIC fez a diferença...

Dia Internacional da Pobreza

Assinalou-se no passado dia 17 de Outubro o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza. Coimbra é uma das três cidades a nível nacional que foi escolhida para debater este problema. O encontro realizou-se no auditório do IPJ. Promovido pela Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal (REANP), este encontro que decorreu também nas cidades de Évora e do Porto teve por objectivo principal: dar voz aos pobres. Os temas em discussão estiveram à volta das políticas sociais…
Os números de pobres, a nível nacional, justificam essa preocupação. Uma em cada cinco pessoas em Portugal vive em condições de pobreza, muitos não tem acesso ao Sistema Nacional de Saúde ou seja não possuem médico de família, nem à educação básica obrigatória por lei… Atrever-me-ia ainda a dizer que há fome em Portugal! Esses números nunca aparecem… E porquê? Porque, quem é relativamente pobre tem vergonha de o admitir e de pedir, e nós, por vezes não o queremos aceitar que existem pobres… porque é uma realidade que incomoda… E nós, jornalistas pecamos por isso. Pelo facto de não denunciar determinadas situações…
Veja por exemplo a noticia que surgiu no Diário de Coimbra no início da passada semana. Uma pequena peça, perdida no jornal, falava dos sem-abrigo que pernoitavam junto ao auditório da reitoria da Universidade de Coimbra…
Portugal possui os valores mais altos nos indicadores de pobreza e assimetria de rendimentos na Europa. Apesar de não o reconhecermos (ou não queremos), somos um dos países mais pobres da União Europeia. Temos os salários mais baixos da Europa. Temos a inflação mais alta da Europa. Temos o maior fosse entre ricos e pobres da Europa…
Nunca vi nenhum político na praça pública preocupado com isso. E quer esteja no Governo ou na oposição. Não estão sensíveis porque não convivem com essa realidade… Incomoda, dá trabalho e chatices…
É de louvar esta e outras iniciativas de discussão que se realizaram a nível nacional. É pena que nos lembramos só dos pobres uma vez por ano…
Miguel Cotrim

16 de outubro de 2007

Igreja de S. José: uma feira de oportunidades a preços acessíveis


Mobiliário, quadros, antiguidades, entre outros produtos, podem ser comprados na III Feira de Oportunidades, que está a decorrer no salão paroquial da Igreja de S. José. A iniciativa é organizada pelo Centro de Acolhimento João Paulo II, um serviço de acção social das Conferências de S. Vicente de Paula, e visa a angariação de fundos para apoio a famílias carenciadas da freguesia.
A feira decorre até ao próximo dia 26 e ali o público pode encontrar uma grande variedade de artigos, a preços acessíveis. Na feira estão à venda artigos que foram entregues ao Centro de Acolhimento, mas também peças que são expostas à consignação.
Estes últimos são sobretudo quadros, móveis e antiguidades, que artistas e antiquários cedem para venda na feira, cabendo ao centro uma percentagem do preço. Entre os primeiros produtos encontra-se mobiliário restaurado, artigos para decoração, bordados, colchas, entre outros produtos têxteis. Mas também vestuário, para adultos e crianças, dado ao centro por particulares e por casas comerciais, explica Armando Garcia, um dos elementos da organização.
Por exemplo, refere Armando Garcia, uma das lojas de roupa de criança do centro comercial Dolce Vita deu o resto da sua colecção ao Centro de Acolhimento. O centro entrega vestuário, calçado e outros bens às famílias carenciadas que apoia, mas guarda alguns produtos para vender, para realizar dinheiro, que é também canalizado para as pessoas que necessitam.
A feira está a funcionar entre as 09H30 e as 20H00, mesmo à hora de almoço, e quem quiser comprar beneficia dos preços mais acessíveis e ao mesmo tempo apoia este movimento de solidariedade social, realça Armando Garcia.
O Centro de Acolhimento João Paulo II presta apoio psicossocial e económico a famílias nacionais e estrangeiras, mas depende da boa vontade da sociedade civil.

Jovens reúnem-se em Coimbra pelo Darfur


- Prémio Nobel da Paz Ximenes Belo a 2 e 3 de Novembro

O bispo emérito de Dili, D. Ximenes Belo, Prémio Nobel da Paz de 1996 abre na noite de 2 de Novembro o Encontro de Jovens habitualmente organizado nesta época do ano por um grupo de cristãos de Coimbra.
Este ano o tema do encontro, que decorrerá fundamentalmente no sábado 3 de Novembro, é "Pontes na Cidade" e tem como objectivo proporcionar uma reflexão sobre a construção de pontes na família humana, tendo como pano de fundo a sensibilização para o drama do Darfur, em colaboração com a "Plataforma pelo Darfur" e os Missionários Combonianos.
O prelado timorense participará numa mesa-redonda que decorre pelas 21, 30 horas de Sexta, 2 de Novembro, com o tema "Pontes para o Sul". O outro convidado é o Alto Comissário Para a Imigração, Dr. Rui Marques, que organizou o projecto "Lusitânia Expresso" que levou um navio Português a muito perto de Timor, em 1992.
No sábado os participantes serão convidados a encontrar "construtores de pontes" nas comunidades cristãs de Coimbra. Seguir-se-á, pelas 16 horas uma oração pelo Darfur na Ponte pedonal Pedro e Inês, e um conjunto de acções de sensibilização na Baixa de Coimbra. A partir das 18 horas workshops temáticos cobre a construção de diversos tipos de pontes serão propostos aos participantes em vários espaços da alta de Coimbra.
Uma vigília pela paz na Sé Velha encerrará o encontro, que é aberto à participação de todos os interessados.
Para mais informações estamos à disposição neste endereço electrónico:
pontes.na.cidade@sapo.pt ou nos números 96 8 729 619 (António Monteiro) 93 8 307 943 (Gustavo Pinto).

SET e Seminário inauguram uma nova biblioteca



No próximo dia 25 de Outubro vai ser benzida e inaugurada a nova Biblioteca do Seminário e do ISET de Coimbra. Constituída por dois fundos, vindos de ambos as instituições, esta nova estrutura pretende servir não apenas os alunos de teologia, mas todos os estudiosos interessados em assuntos de cultura cristã.
Instalada na cave da chamada "Casa Novíssima", no Seminário, a nova Biblioteca vai integrar cerca de dez mil títulos, muitos deles já informatizados e outros em processo para tal.
Num dos próximos números contamos fazer uma pequena entrevista a um dos responsáveis por esta estrutura, que vem valorizar não apenas as instituições que a criaram (de que fazem parte as dioceses de Coimbra, Aveiro, Leiria-Fátima e Portalegre e Castelo Branco), mas também a Cidade e a Região Centro.
Para cerimónia de inauguração, no dia 25, pelas 21,15 horas, todos são convidados.

Um colóquio no centenário de Mons. Nunes Pereira



Integrado nas comemorações do centenário do nascimento de Mons. Nunes Pereira, vai decorrer nos dias 27 e 28 de Outubro, no Seminário, um colóquio sobre o seu perfil humano, pastoral e artístico. Na sessão inaugural usarão da palavra o Bispo da Diocese, D. Albino Cleto, e o presidente do município, Dr. Carlos Encarnação. As palestras que se seguirão estão a cargo dos doutores Manuel Laranjeiro, A. Jesus Ramos e Elisabete Oliveira. Haverá ainda uma mesa redonda sobre "alguns ângulos" de Nunes Pereira e um concerto musical. No domingo, antes da Eucaristia presidida por D. João Alves, serão feitas algumas comunicações breves pelos Drs. Mário Nunes, Virgínia Gomes, Ludovina Capelo e Cónego Aurélio Campos. A participação neste colóquio é livre.

Uma hora por Darfur


No próximo dia 24 de Novembro, o grupo Fé e Missão, em comunhão com outros grupos de jovens, organizam uma hora por Darfur em Coimbra, Vila Nova de Famalicão e Santarém. É uma hora de informação, reflexão e oração para recordar o drama humanitário que se vive actualmente naquele país africano.

Serenata à virgem Maria em Santa Clara


A paróquia de Buarcos vai promover no próximo dia 20, pelas 21 horas, na igreja da Rainha Santa Isabel, uma serenata (oração) à Virgem Maria. A paróquia de Santa Clara convida a cidade a participar nesta iniciativa.

Unidade vivida em Coimbra


O Movimento dos Focolares realiza, entre os dias 14 e 21 de Outubro, a Semana do Mundo Unido. Uma proposta feita anualmente pelos jovens para um mundo unido, dirigida aos jovens do mundo inteiro, às instituições nacionais e internacionais, públicas e privadas, com um objectivo: valorizar iniciativas que promovam a unidade a todos os níveis. A iniciativa deste movimento procura promover ao longo de uma semana, em simultâneo com outros países, acções de solidariedade, de paz, debates, manifestações, serões culturais para difundir o ideal da unidade.
Coimbra recebe esta iniciativa amanhã dia 17 de Outubro, pelas 21 horas no Instituto Justiça e Paz.

Penacova já tem novo pároco


Tomou posse no passado dia 30 de Setembro o novo pároco de Penacova, Friúmes e Carvalho, o Padre Rodolfo Leite. A cerimónia decorreu na igreja matriz de Penacova, no fim da Eucaristia, presidida pelo pró-vigário episcopal Cónego João Lavrador, em representação do Bispo de Coimbra. Padres e amigos também participaram nessa tomada de posse.
A nível das autoridades civis, estiveram presentes: o presidente da Câmara Municipal de Penacova, presidentes das juntas de freguesias de Carvalho, Penacova e Friúmes e o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Penacova.