Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha fotografia
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

11 de dezembro de 2006

Oficina-Museu Nunes Pereira abre com exposição de trabalhos do padre e artista


No Seminário Maior de Coimbra, abriu ao público, no dia 8 de Dezembro, a Oficina-Museu Nunes Pereira e a exposição que a preenche e que contém alguns dos seus milhares de trabalhos em madeira, terracota, no papel ou em seixos. Pelo esforço conjunto do Seminário e do Museu Nacional Machado Castro (MNMC) é agora possível, nas palavras de Virgínia Gomes, curadora do museu, ver expressada, artisticamente, “uma vida dedicada aos outros”. Para Pedro Redol, director do MNMC, esta colaboração, a pedido do Seminário, deixou rapidamente de ser um trabalho técnico para passar a ser também artístico e permitiu fazer da oficina “uma oportunidade de aprendizagem”.
Numa sessão preparatória, antes de uma visita guiada à exposição, o Cónego Aurélio Campos, reitor do Seminário, recordou passos marcantes da vida de Nunes Pereira, realçando a forma como soube sempre ser padre e artista, de “forma serena e simpática”, amando Deus e chegando a Ele pela natureza e pela arte. A par da vida sacerdotal, dedicou-se sempre às artes plásticas e às letras. Da vida traz para o papel retratos espontâneos do que vê e sente e notabiliza-se pelo seu valor no âmbito da arte religiosa não só pelas esculturas e xilogravuras em madeira, mas também pelos vitrais e imagens presentes em muitas igrejas da região e até em casas de particulares. Na área das letras, publicou vários livros e foi colaborador em alguns jornais. Foi chefe de redacção do “Correio de Coimbra” durante mais de vinte anos.
A exposição, patente até dia 3 de Dezembro de 2007 e aberta aos Sábados, entre as 15h e as 18h, organiza-se num percurso de três momentos ou níveis diferentes. Parte-se da oficina e do ambiente de trabalho do Monsenhor, onde estão presentes instrumentos que utilizava e a peça que trabalhava na manhã em que morreu. O visitante passa depois a um outro nível, onde pode observar a madeira trabalhada, nas esculturas e nas gravuras. O último ponto no percurso da exposição preenche-se com as obras no papel e em seixos. O espaço vive de duas cores que se ligam também à vida trabalho artístico do padre. O verde surge como a cor da natureza e o roxo como uma cor litúrgica, para que seja plena a percepção da dimensão religiosa do Monsenhor Nunes Pereira.

Presépios nas ruas de Buarcos

No âmbito do Natal que se aproxima, serão construídos em vários lugares de Buracos, vários presépios, entre os dias 8 e 17 de Dezembro. Nas palavras do pároco Carlos Augusto Lopes, o projecto, já iniciado o ano passado, pretende unir pessoas das diversas zonas da paróquia, celebrando, também desta forma, a quadra festiva que vivemos e levando às ruas e a quem as visitar “a alegria do Natal”.
O Presépio da igreja paroquial será construído depois da Festa de Nossa Senhora da Conceição, podendo ser visitado entre os dias 25 de Dezembro e o dia 7 de Janeiro, das 14h às 19h.