Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha fotografia
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

25 de setembro de 2007

Com um investimento de 115 mil euros

Igreja Matriz da Abrunheira recebe obras de requalificação

O Padre José Luís Ferreira, no dia 16 de Setembro, deu conta aos paroquianos do andamento das obras que decorrem na Igreja Matriz de Abrunheira. O presidente da comunidade cristã lembrou que também é preciso arranjar uma casa mortuária e proceder a obras de beneficiação da casa paroquial.


Dia 13, a comunidade cristã de Abrunheira "recebeu" mais um participante na missa dominical celebrada na igreja matriz da paróquia. Tratou-se da presença de Luís Leal, presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, que veio inteirar-se do andamento das obras de requalificação do templo de Abrunheira.
Antes do termo da eucaristia, o padre José Luís, dirigindo-se aos paroquianos, afirmou que "a primeira fase das obras, que inclui o arranjo dos tectos e telhado, já está concluída", lembrando que "ainda falta a segunda fase que contempla o restauro das janelas e dos vitrais". "Para esta primeira fase, que atingiu um montante de 95 mil euros, a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho apoiou com 25 mil euros e a Junta de Freguesia com 3.500 euros, sendo o restante uma comparticipação da comunidade e dos fundos da Fabrica da Igreja", anotou o pároco, anunciando que "a segunda fase terá um investimento de cerca de 20 mil euros".
"Aproveito a presença do senhor presidente da Câmara e da Junta de Freguesia para, em nome do Conselho Económico e dos paroquianos, lhes agradecer o contributo das autarquias a que presidem para as obras da igreja", disse o pároco, considerando ainda que "estas obras dinamizadas pela Fábrica da Igreja são mais abrangentes, pois precisamos de arranjar uma casa mortuária e a casa paroquial".
O Padre José Luís beneficiou também da oportunidade para agradecer a generosidade dos paroquianos da Abrunheira, e, apelando à continuidade do esforço desenvolvido pelos abrunheirenses, referiu que "depois da sua conclusão, estas obras vão-nos deixar descansados e tranquilos durante muitos anos".
De referir que esta eucaristia foi acompanhada pela Grupo Coral Paroquial e Filarmónica de Abrunheira que, no final da missa, realizou um mini-concerto em frente da Igreja.


Aldo Aveiro

Escuteiros de Coimbra pretendem estreitar laços de cooperação com outros escuteiros da região Centro


A Junta Regional de Coimbra do Corpo Nacional de Escutas (CNE) – Escutismo Católico Português, promove no dia 29 de Setembro, no Instituto Justiça e Paz, a realização da "Cimeira das Regiões das Beiras". O objectivo desta "Cimeira" é estreitar os laços de cooperação entre as Regiões Escutistas das Dioceses de Aveiro, Guarda, Leiria, Portalegre, Castelo Branco e Viseu.

Jornadas do Clero em Mira

Reportagem fotográfica
Miguel Cotrim

Jornadas do Clero em Mira

Chegou a hora dos leigos!

Ir ao encontro das famílias e dos jovens é a grande aposta da Diocese de Coimbra para esta novo ano pastoral que agora se inicia. Foi isso
essencialmente que esteve em reflexão no primeiro turno das Jornadas do
Clero que se realizou de 19 a 21 de Setembro na Casa da Sagrada Família, na praia de Mira.

O Bispo de Coimbra reconhece que vai ser um ano difícil, de avaliação e de projecto. Após os cinco anos estabelecidos, como tempo de realização do Plano Pastoral para a diocese (iniciado em 2002), chegou a hora de se fazer um balanço. E essa avaliação não será feita em gabinetes pelos responsáveis dos secretariados, movimentos ou comunidades cristãs, mas sim, por todos os cristãos. Prevê para o ano de 2007/2008, a organização de assembleias regionais (Sul: 12 de Janeiro; Beira-Mar: 19 de Janeiro; Nordeste: 9 de Fevereiro e Centro: 23 de Fevereiro), assembleias de arciprestado (que deverão ser feitas antes do Natal), assembleias de paróquias, do presbitério (15 de Maio), dos consagrados (12 de Abril e dos Movimentos e Obras (5 de Abril).
"Muito mais que procurar resultados ou conclusões, vou procurar co-responsabilizar o laicado", afirmou o prelado ao nosso jornal. "Por isso, o ano pastoral que agora iniciamos não é um ano de paragem, mas sim, de crescimento", disse o Bispo de Coimbra a cerca de uma centena de sacerdotes presentes neste primeiro turno. Por outras palavras, D. Albino Cleto pretende uma Igreja corresponsável, dinâmica e doutrinal.
Recorde-se que por sugestão, recolhida em síntese, das diversas assembleias, propôs-se apostar em quatro áreas: na família; na evangelização dos jovens; no serviço dos que mais sofrem e no diálogo entre a fé e a cultura.

A aposta na Evangelização
O Secretariado Diocesano da Evangelização e Catequese sente a necessidade de multiplicar reuniões locais sobre a Catequese da Infância e Adolescência, procurando que esta seja cada vez mais uma "escola que faça discípulos", sempre com a contribuição corresponsável da família.
O secretariado vai continuar a apostar na realização de encontros de fim-de-semana e respectivas vigílias de oração pelas vocações consagradas.
Quanto à Pastoral das Vocações vai procurar sensibilizar a juventude "para a beleza, simplicidade e profundidade do Evangelho de Jesus Cristo, de modo a que cada participante descubra a sua missão específica na Igreja". Este organismo vai também sensibilizar as comunidades cristãs da nossa diocese para "que as famílias sejam um espaço onde a vocação é acolhida, rezada e celebrada com naturalidade".

Pastoral da Família – Missão: combater o isolamento dos novos casais
O Secretariado Diocesano da Pastoral da Família vai continuar a sua aposta no que diz respeito ao acompanhamento dos casais novos. Segundo o assistente espiritual do secretariado da Pastoral da Família, "os casais jovens têm muitas dificuldades económicas e por vezes isolam-se". "Temos que procura saber acompanha-los", adverte o sacerdote. O projecto chama-se "Famílias Jovens" e pretende acompanhar os jovens casais nas comunidades locais onde vão residir.
Quanto à Festa das Famílias, o cónego Sertório adverte que é um "modelo esgotado" e vai ser um pouco diferente daquilo que é habitual. A Festa das Famílias vai ser organizado conjuntamente com o Secretariado da Juventude, no Dia da Igreja Diocesana (18 de Maio) e pretende ser uma grande festa diocesana, com a participação de todas as paróquias, secretariados e movimentos.

Voluntariado, precisa-se…
O Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil vai procurar continuar a apostar na formação de animadores de grupos de jovens, mas também, procurar aplicar o voluntariado nalgumas instituições de solidariedade da nossa diocese. "Louvor do Pai" é o tema proposto por este organismo que pretende recuperar o sentido e o hábito da oração junto dos jovens. É de salientar a organização do XII Festival Jovem Diocesano da Canção (ainda não se sabe o local), a peregrinação diocesana a Taizé e participação nas Jornadas Mundiais da Juventude em Sidney (Austrália).

ATL´s em vias de extinção…
Tendo em conta as novas disposições legislativas de vários Ministérios do Governo, a Pastoral Social vai continuar a exigir muita atenção por parte da diocese. É urgente o apoio às instituições diocesanas e paroquiais, muitas não têm o devido acompanhamento do pároco…
Proceder-se-á, ao longo do ano, à constituição do organismo diocesano coordenador da pastoral social indigitado pelo Conselho Presbiteral. Realizar-se-ão contactos desse organismo coordenador com os Centros Sociais existentes na diocese.
Segundo o presidente da Caritas Diocesana de Coimbra, Padre Aníbal Castelhano, "vive-se uma situação muito difícil com a questão dos ATL´s". "Tem sido feito um «namoro» muito intenso com as câmaras para não perdemos os ATL´s", afirmou o responsável pela área social, mas, "tudo aponta para que daqui a dois ou três anos acabem de vez", disse. A situação é insustentável, "antes tínhamos pessoas contratadas a tempo inteiro, agora com a escola a tempo inteiro temos que ter os trabalhadores para duas ou três horas por dia"…
Quanto à terceira idade, a Caritas Diocesana de Coimbra tem feito um grande investimento. Segundo o Padre Aníbal Castelhano, o Governo apostou numa "política de gestão de qualidade" e "tivemos que renovar cozinhas em grande parte das instituições diocesanas"…

Diocese cria Comissão Pastoral da Saúde
Uma das novidades saídas destas Jornadas do Clero, foi a constituição da Comissão Diocesana da Pastoral da Saúde que irá efectuar regularmente as suas reuniões. Entre as ajudas que deseja prestar às organizações ligadas aos doentes, incluindo as paróquias, aponta-se para a realização, em larga escala, da "Páscoa do doente", a acontecer num dos sábados do mês de Maio.
Foi elaborado, no período de Junho e Julho, através de ofício enviado aos párocos, o levantamento das estruturas, iniciativas e organismos existentes na diocese. Apesar de não ter qualquer rigor científico, as 36 respostas (94 paróquias das diversas regiões pastorais) possibilitaram a esta comissão uma visão mais real do estado da diocese, constatando-se um elevado número de estruturas, iniciativas e organismos a actuar, dentro do espaço da diocese, com as quais terão de trabalhar.
Avaliando assim as necessidades, ficou decidido lançar um curso de formação destinado a profissionais da saúde, cooperadores voluntários do serviço de assistência religiosa hospitalar (acolhimento aos internados no dia anterior; acompanhamento às famílias em luto [na casa mortuária]; acompanhamento espiritual; acompanhamento a doentes terminais) e visitadores paroquiais de doentes e suas famílias, no âmbito dos Ministros Extraordinários da Comunhão/Palavra; Grupos de Liturgia; Grupos Sócio-Caritativos e outros.
O curso de formação vai decorrer de Novembro deste ano a Novembro de 2008, subdividindo-se por 16 sessões, aos sábados de manhã. Requer-se a inscrição, no valor de 25 euros, havendo possibilidade de almoço nas instalações onde será administrado o curso, ficando cada refeição no valor de 4,50 euros. A inscrição terá de chegar à Comissão Diocesana até ao dia 31 de Outubro (Seminário Maior, Rua Vandelli, 2 – 30004-547 Coimbra).


Miguel Cotrim (Texto e Fotos)