Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha fotografia
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

12 de novembro de 2008

Solidariedade: mais de 800 voluntários para doar medula


Foram mais de 800 as pessoas que se deslocaram no passado dia 9 de Novembro, ao Centro de Histocompatibilidade do Centro (situado no complexo dos Hospitais da Universidade de Coimbra), para se inscreverem no registo nacional de dadores de medula óssea.
Respondiam ao apelo lançado publicamente pela família de um jovem de 16 anos, de Vila Nova de Anços, que necessita urgentemente de um transplante, já que o seu estado de saúde se tem agravado nos últimos tempos. Todavia, aqueles que tiveram o gesto solidário têm a hipótese de ajudar o adolescente de 16 anos ou qualquer outra pessoa que, necessitada, seja compatível com o dador.
Maria Luísa Pais, directora do Centro, lembra que a sua equipa se tem deslocado a vários locais da região, onde existam pessoas interessadas em dar uma amostra de sangue e inscrever-se no registo nacional. O mesmo aconteceu já em várias campanhas pelo Fábio, no entanto, no sábado o centro abriu as portas para receber os voluntários de locais dispersos e que não tinham oportunidade de ali se deslocar durante a semana. "Tivemos seguramente mais de 800 pessoas, só fechámos quando todos estavam inscritos". Os voluntários, que devem ter entre 18 e 45 anos – uma vez que só podem ficar no registo indivíduos até aos 55 anos –, respondem a um inquérito clínico e depois é-lhes retirada uma amostra de sangue, o suficiente para fazer a tipagem do sangue e rastrear marcadores virusais (hepatites, sida, etc.). Se for encontrada um dador compatível com alguém que necessite de transplante, seja aqui seja noutros locais do país ou até fora, o voluntário é novamente chamado para avaliação e exames, decidindo-se então se é realizado o transplante, explica a especialista.
A responsável considera que a resposta da população é sempre maior quando o pedido tem um rosto conhecido e uma história em particular, mas, ainda assim, as pessoas da região aderem à causa todo o ano. "Todos os dias temos inscrições para dadores", diz.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial