Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha fotografia
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

10 de fevereiro de 2009

Misericórdias do país unidas pela inovação tecnológica


Cerca de 400 pessoas, em representação de mais de 300 Misericórdias de todo o país, estiveram reunidas na passada sexta-feira à noite, no Casino Figueira, para assistirem à demonstração do Helpphone e assi-narem um protocolo entre a União das Misericórdias Portuguesas e a Helpphone, um sistema do qual a Misericórdia da Figueira da Foz foi pioneira em 2004, com resultados excelentes, daí a razão do sistema já estar em funcionamento em dezenas de Misericórdias no país, sobretudo na região Centro.
Conhecida a experiência e os resultados, a União das Misericórdias Portuguesas vai expandir por todo o país um projecto inovador de tele-assistência ao domicílio que aumenta a segurança e combate à soli-dão dos idosos, através de um centro de atendimento permanente.
Designado de Helpphone, o projecto consiste num pequeno aparelho que as pessoas colocam ao peito ou no pulso e que, através de um clique, efectua uma ligação telefónica para um centro de atendimento permanente onde, no espaço de 20 segundos, a chamada é atendida por um operador especializado que presta o serviço necessário.
Aquele equipamento permite ao operador, mesmo que a pessoa não fale, visualizar imediatamente o nome, local e patologias do utente, através de uma ficha que lhe aparece aquando do contacto, e avisar a família, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), os bombeiros, a misericórdia ou um vizi-nho numa situação de risco.
Para além disso, o Helpphone permite ainda avisar o utente da hora de tomar a medicação ou da data de realização de um exame médico ou simplesmente que este combata a solidão através de uma con-versa com o operador.
O presidente do Secretariado Regional de Coimbra da União das Misericórdias Portuguesas, Dias Coim-bra, adiantou que as 18 misericórdias do Distrito desenvolveram nos últimos anos o Helpphone que, nes-te momento, conta com cerca de 300 aparelhos distribuídos.
Salientando que o objectivo é "retardar a ida dos idosos para os lares e residências assistidas", Dias Coimbra considera que o projecto de futuro é "a assistência social nos domicílios".
"Levamos as refeições e fazemos a higiene aos idosos mas temos de complementar esses serviços com os cuidados de saúde, as injecções e as sessões de fisioterapia", disse.
Também Joaquim de Sousa, provedor da Misericórdia da Figueira e pioneiro no sistema, lembrou as enormes vantagens do Helpphone e salientou que "as Misericórdias estão a modernizar-se e a inovar" e que estão "preparadas a responder à crise que o País atravessa na área da solidariedade".

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial