Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha fotografia
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

23 de dezembro de 2008

Alguns presépios artísticos a visitar na região de Coimbra



Coimbra
Encontra-se patente ao público, na Casa da Cultura, até ao dia 9 de Janeiro, uma mostra/venda de presépios artesanais, em representação de diversas regiões do país, concebidos por artesãos, com recurso a diversas técnicas e materiais.
Os presépios têm uma presença constante em igrejas, conventos e lares particulares. Ainda hoje subsistem montados bons exemplares de presépios, como é o caso do da Igreja de S. José, o da Capela da Senhora do Monte e o da Igreja dos Mártires; desmontados ou apenas com figuras avulsas estão em vários museus, como o Museu da Arte Antiga e o Museu do Azulejo.
No século XIX, o presépio começou a ser objecto da arte popular, caindo em desuso a criação de presépios monumentais.
Actualmente, o costume de armar o presépio, tanto em locais públicos como particulares, ainda se mantém em muitos países europeus. Contudo, com o surgimento da árvore da Natal, no século XX, os presépios, cada vez mais, ocupam um lugar secundário nas tradições natalícias.
A exposição estará patente até 9 de Janeiro, de Segunda a Sexta (das 9h00 às 19h30), ao Sábado (das 13h30 às 19h00), encerrando ao Domingo e feriados.
Outros presépios podem ser contemplados na cidade, nomeadamente o da Praça 8 de Maio, obra do escultor Cabral Antunes, alvo de vários actos de vandalismo e o presépio dos Bombeiros Sapadores, junto ao quartel.

Montemor-o-Velho
Na igreja da Misericórdia de Montemor-o-Velho está patente até 6 de Janeiro, um grande presépio animado que pode ser visitado entre as 9 e as 21 horas. A iniciativa é da Junta de Freguesia de Montemor-o-Velho, que vai já na terceira edição e que, através de mecanismos eléctricos, vai transformar a paisagem, simulando a noite e o dia, dando vida aos rebanhos que passam em frente à grua, às figuras representativas das várias profissões e revelando o murmúrio do rio e dos moinhos, em constante labuta.

Penela
O maior presépio animado do país dá vida ao castelo de Penela que, até 4 de Janeiro de 2009, é palco do nascimento de Jesus, num espaço de 350 metros quadrados e 90 bonecos. Mas para dar mais colorido, a companhia de teatro Vivarte volta a ser a responsável pela recriação do quotidiano hebraico do tempo de Jesus, onde não faltam os curtidores de peles, queijeiros ovinos e caprinos, salga de peixe, secagem de carne, marcenaria e outras actividades. Há ainda representações teatrais, núcleos de animação, a play zone para os mais novos e Aida a Tree Parade, que povoa o caminho até ao castelo. Os visitantes podem ainda fazer o roteiro dos presépios e dar um salto ao Espinhal, onde se pode contemplar também um grande presépio.
Pampilhosa da Serra
Pode ser apreciado na sede de Agrupamento de Escolas da Pampilhosa da Serra, uma exposição de presépios elaborados em materiais diversos, desde papel reciclado, outros desperdícios, folhas da espiga de milho, pinha, flores, cartolinas, entre outros para dar vida às personagens do presépio.
O Agrupamento de Escolas da Pampilhosa da Serra participa com presépios elaborados pelo 1.º, 3.º (turmas A e B) e 4.º anos do primeiro ciclo, e pelo 12.º ano. Mas há trabalhos feitos pelas crianças que frequentam o Jardim de Infância da Pampilhosa da Serra, a Casa da Criança da Santa Casa da Misericórdia, a Educação Pré-Escolar Itinerante do pólo da Malhada do Rei e a Educação Pré-Escolar Itinerante do Pré-Escolar do pólo de Fajão, além do Jardim-de-Infância da Associação de Solidariedade Social de Dornelas do Zêzerre, a Associação Trilhos e o Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra.
A mostra pode ser apreciada até ao dia 21 de Dezembro.


Miguel Cotrim

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial