Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha fotografia
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

10 de outubro de 2008

Plano Pastoral já está em marcha



A Diocese de Coimbra está a levar a cabo um conjunto de assembleias regionais para dar a conhecer, a reflectir e, eventualmente melhorar o Plano Pastoral para o próximo triénio.
Somos todos convidados a colaborar activamente na acção apostólica da nossa diocese, nomeadamente na Catequese (da infância e dos adultos). É necessário renovar o conjunto dos nossos catequistas e chamar para o conhecimento e a vivência do Evangelho crianças e jovens que já não vêm trazidos pela família. Temos muitas paróquias que se vêem abraçados, todos os anos, com a falta de catequistas. Nota-se uma certa indiferença por muitos cristãos em relação a este sector. Por outro lado, não lhes é dado o devido valor a estes educadores da fé e do Evangelho. É notável existirem ainda hoje voluntários, a sacrificarem um sábado à tarde ou um domingo de manhã em prol do anúncio do Evangelho. Esquecemos, por vezes, que os principais educadores são os pais. A verdadeira catequese deve começar em casa. Infelizmente, constatamos que muitos pais não participam, numa simples eucaristia dominical…


Outra das prioridades dadas ao Plano Pastoral é a Família. É dada uma atenção aos casais novos. O objectivo é acompanhá-los de modo a que possam rejuvenescer a Pastoral Familiar da nossa diocese.


Os jovens não podiam deixar de ser referenciados. São o nosso futuro. É necessário apoiar os jovens, de modo, a que possam atrair outros jovens para a alegria de viver o Evangelho. Aquilo que por vezes constatamos é que os jovens não se sentem suficientemente acolhidos nas nossas comunidades. Temos tendência a rotulá-los de «geração rasca», esquecendo, aquilo que fomos outrora.


O alimento da fé pela oração, com relevo para a celebração dominical. Nalgumas assembleias realizadas no ano passado, foi pedido um maior cuidado na dignidade das celebrações e uma maior atenção àqueles que se descuidam com a sua presença e perdem o sentido da oração. Temos que interpelar o nosso vizinho pela necessidade de participar na celebração dominical. O anúncio do Evangelho, por vezes, começa à porta de casa…


Vocações de consagração. Os sinais animadores dos últimos anos serão estímulo para que, nos grupos, na catequese, na pregação, se repita o convite à entrega total a Cristo e se torne mais frequente nas comunidades a oração pelas vocações. O problema das vocações é fruto da nossa responsabilidade. Temos todos o dever de contribuir, nem que não seja, com uma simples oração.


Por fim, a Comunicação Social tem um determinado relevo no Plano Pastoral Diocesano. Usando os meios e a linguagem do nosso tempo (referência implícita à Internet), procuraremos trazer a público uma imagem da Igreja que somos e da vida que nos anima.


Este é um projecto para os próximos três anos, que irá ser objecto de reflexão, no próximo dia 8 de Novembro, no Seminário Maior de Coimbra, das 15 às 18 horas.
Não faltes. Participa! A tua opinião é importante para a construção da Igreja de Coimbra.



Miguel Cotrim

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial