Correio de Coimbra

Jornal informativo da Diocese de Coimbra. Assine e divulgue o nosso semanário. 239 718 167. fax: 239 701 798. correiodecoimbra@mail.telepac.pt

A minha foto
Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

27 de novembro de 2007

Escolas Católicas de Coimbra apoiam a Casa dos Pobres

- Maria Barroso e Pedro Roma apadrinham campanha de solidariedade



O Núcleo das Escolas Católicas (NEC) da Diocese de Coimbra vai levar a cabo, uma vez mais, uma nova campanha de solidariedade, desta vez a favor da Casa dos Pobres. Maria Barroso e Pedro Roma são os padrinhos desta campanha.
A iniciativa desta campanha foi apresentada hoje, dia 27 de Novembro aos jornalistas nas novas instalações da instituição, em S. Martinho do Bispo. Segundo Jorge Cotovio, coordenador do NEC, o objectivo desta campanha "é procurar ajudar esta instituição a equipar as novas instalações que se encontram em fase de acabamento". Segundo Aníbal Duarte Almeida, presidente da Casa dos Pobres, "as obras encontram-se actualmente todas pagas", faltando apenas os acabamentos e o recheio do edifício. "Basta um milhão de euros" para terminar o projecto, salientou o responsável.
À semelhança dos anos anteriores, as escolas católicas da Diocese de Coimbra procuram ir ao encontro dos mais desprotegidos, envolvendo as seis escolas que integram o núcleo (Colégio da Imaculada Conceição [Cernache]; Colégio da Rainha Santa Isabel [Coimbra]; Colégio de São José [Coimbra]; Colégio de São Teotónio [Coimbra]; Externato de João XXIII [Coimbra] e a Escola da Casa de Nossa Senhora do Rosário [Tavarede, Figueira da Foz]) e a comunidade envolvente.
Há dois anos, o NEC apoiou a Acreditar (crianças doentes), o ano passado ajudaram a APPACDM (pessoas portadoras de deficiência) e este ano vão ao encontro dos idosos que também precisam de ajuda, realçou Jorge Cotovio no decorrer da conferência de Imprensa. "O NEC pretende envolver instituições, empresas, autarquias e paróquias da diocese" com diversas actividades calendarizadas para o próximo ano civil. A primeira iniciativa vai começar em Janeiro com uma corrida entre as actuais instalações (Praça do Comércio) até às futuras (S. Martinho do Bispo), envolvendo os jovens das escolas católicas e os utentes da instituição. A segunda actividade engendrada será levar os idosos ao Estádio de Coimbra para assistirem a um jogo da Académica. E por fim, os promotores desta iniciativa pretendem fechar a campanha com um grande festival de música e de dança – o chamado Festival Solnec.
Este ano, a iniciática conta com dois padrinhos – a Dr.ª Maria Barroso, fundadora da Pró Dignitate – Fundação de Direitos Humanos e o futebolista Pedro Roma, que decidiu (para além de vestir a camisola da Académica), vestir também a camisola da solidariedade.
Segundo a Dr.ª Maria Barroso, presente na conferência de Imprensa disse que como cidadãos "temos obrigações para com outros cidadãos porque pertencemos a uma família chamada «humanidade»". Fazendo referência ao saudoso Papa João Paulo II, Maria Barroso disse que devemos contribuir para a «civilização do amor». Pediu aos jovens presentes para "apostarem nos valores" porque são "estes pequenos movimentos (fazendo referência a esta campanha) que modificam a sociedade".
Segundo a Catarina do Colégio de São Teotónio "não faz sentido falar-se de educação se não falamos de valores e mais quando se trata de escolas católicas". Na maioria doa alunos que participam nestas iniciativas de solidariedade sentem-se gratificados pelos resultados obtidos, que por vezes representa frutos de muitos trabalho e tempo despendido.



Miguel Cotrim

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial